sábado, maio 30, 2009

nos momentos em que me sinto mais insatisfeita com os vários campos da minha vida noto que tenho a desprezível tendência de querer viver a vida de outrém ao invés de melhorar o que corre mal na minha.
de facto, tenho a sensação de que nunca fui dada a batalhar para superar obstáculos e, no entanto, olho para trás e não é bem isso que vejo porque até nem me tenho saído nada mal.
no fundo, parece que tenho uma tendência inata para o fracasso e para a inércia mas, de alguma maneira, as coisas têm-se sempre composto. não sei se por elas mesmas ou se já não tenho noção do que faço.
em todo o caso, olho para trás e não vejo grande lógica no meu percurso.

3 comentários:

M. disse...

Se calhar, um bocadinho mais lá para a frente, olhas para trás e percebes. Tendemos é a tentar perceber tudo demasiado depressa ;)

just a boy... disse...

Isso é normal. As pessoas só se apercebem das coisas más, enquanto que as coisas passam despercebidas.

Mas antes não ver lógica do que olhar pra trás e não se gostar muito e não nos identificarmos com o que lá vemos...

du disse...

Se considerares cada momento/etapa individualmente parece que fazes pouco, mas é como as peças de um puzzle. Quando juntas todas e olhas a alguns metros de distância, tens uma imagem definida e conseguida com trabalho e paciência.
Talvez não tanto como querias ou como tinhas planeado, mas não deixas de ter o resultado e podes sempre acreditar que consegues melhor que isso.

... Digo eu, que sou um bocado teimoso.