domingo, outubro 26, 2008





I need another place
Will there be peace?
I need another world
This one's nearly gone

Still have too many dreams
Never seen the light
I need another world
A place where I can go

I'm gonna miss the sea
I'm gonna miss the snow
I'm gonna miss the bees
I'll miss the things that grow
I'm gonna miss the trees
I'm gonna miss the sound
I'll miss the animals
I'm gonna miss you all

I need another place
Will there be peace?
I need another world
This one's nearly gone

I'm gonna miss the birds
Singing all this songs
Been kissing this so long

segunda-feira, outubro 20, 2008

no more loud music


ontem a musica dos belgas dEUS soou bem alto na aula magna cheia ou quase.
apesar de, na minha opinião, não ter sido um daqueles concertos memoráveis, foi excelente pois estes senhores têm material para nunca darem um mau concerto.
alinhamento praticamente igual ao de paredes de coura, o que em si não é forçosamente mau já que praticamente toda a gente ouviu aquela música que queria que tocassem, já que foi um alinhamento que percorreu todos os álbuns. mas um alinhamento tão semelhante fez-me adivinhar a música que se seguiria o que estraga um pouco o factor surpresa.

em todo o caso foi um grande concerto.

a primeira parte coube aos pontos negros, que agora andam por aí muito na moda. não me impressionaram minimamente. o som era mau, o que fazia com que praticamente não se percebesse nada do que diziam. a segunda música parecia uma cópia da primeira, a terceira uma cópia da segunda. esperava mais, dado todo o alvoroço à volta deles. em todo o caso acredito que sejam bem melhores em álbum do que em concerto.



e um tom barman sempre igual a sim próprio. nem é preciso dizer mais nada...

segunda-feira, outubro 13, 2008

se tal fosse possível


tinha-me esvaído em lágrimas, este sábado.


a lista de schindler

quinta-feira, outubro 09, 2008

i'm not living... just killing time

fiz por estes dias a maior ausência do blog.
de facto, depois de um dia em frente a um computador apetece-me tudo menos escrever aqui. ou visitar aqueles que se tornaram meus amigos de hobby. a todos as minhas desculpas, porque realmente ainda não me habituei totalmente ao ritmo proletário.
tive entretanto tempo para ir ver porcupine tree ao incrível almadense, banda que desconhecia quase por completo mas que aprendi a gostar. não consegui desfrutar em pleno do concerto porque agora tenho horário de dormir de galinha, o que me fez quase adormecer lá para o fim. vergonhoso.

houve também tempo para uma pessoa que me era querida se ir embora deste mundo.