terça-feira, julho 22, 2008

todos (in)diferentes, todos iguais


esta foto de dois cadáveres de meninas ciganas estendidos no areal de uma praia italiana está a chocar meio mundo, ainda para mais por cá com todos os acontecimentos dos últimos dias da quinta da fonte.
os cadáveres estiveram durante cerca de uma hora no areal, perante a passividade de quem lá estava, já que não pareciam ser motivo de qualquer sensação de desconforto por parte de quem estava a ver. ninguém se sentiu incomodado, ninguém se insurgiu perante a demora da remoção dos corpos, ninguém ficou junto delas enquanto as diligências não foram tomadas.

sem querer entrar em falsos moralismos relativamente a como devemos tratar os ciganos, já que estes são muito culpados pelo tratamento que lhes é dado já que pouco esforço ou nenhum fazem para se inserirem na comunidade e, como tal, obedecer às regras da sociedade como um cidadão comum, esta foto não deixa de ser, no mínimo, reveladora da podridão nos nossos valores.

11 comentários:

BadSeed disse...

Independentemente de ser um cigano ou não, a indiferença neste caso confunde-se demasiado com egoísmo e com uma pequenez que só pode confirmar que estamo-nos a tornar numa mole, indistinta e indissociável, de nojo...

Anónimo disse...

Em portugal, cadáveres de QUALQUER RAÇA, COR OU ETNIA também têm por vezes aguardado horas a comparência do delegado de saúde da área para que sejam removidos. Casos desses tem sido noticiados nos jornais e televisão, será que você está a par do que se passa em Itália e desconhece o seu país.

Mas vejamos o caso da "Quinta da Fonte" e de outras "quintas" que há por aí...

Devemos evitar a referência a etnias, raças, nacionalidades, cor da pele sob pena de podermos ser apelidados de racistas ou xenófobos. Mas isso não quer dizer que haja a chamada "discriminação positiva" que desresponsabiliza e desculpabiliza os actos criminosos.

Uma lei muito simples poderia ser implementada, e que NEM SEQUER PODERIA SER CONOTADA COM QUALQUER TIPO DE DISCRIMINAÇÃO RACISTA OU XENÓFOBA: Porque não cria uma lei que expulse automaticamente dos bairros sociais todos os indivíduos condenados por certo tipo de crimes, como: por tráfico de droga, de armas, assalto à mão armada? O vandalismo contra o património também deveria ser um motivo para expulsão?

A medida serviria simultaneamente para melhorar o ambiente dos bairros sociais e reduzir o crime em geral: dentro e fora dos bairros. É indigno que algumas pessoas já recebam a nossa solidariedade e depois se portem como muitas vezes todos nós constatamos.

Há muita gente honesta e trabalhadora nos bairros sociais que estão neste momento "reféns" dos bandos e grupos de criminosos (não importa referir a etnia ou raça).

Quando acontece o crime no bairro ninguém sabe de nada; ninguém viu nada. Sabem porquê? falta de solidariedade? Não! É medo, medo de represálias.

Os criminosos não devem ser premiados com uma habitação social; quanto muito uma cela seria o "prémio".

Zé da Burra o Alentejano

rjl disse...

:s

Deepak Gopi disse...

Hi Rita :)
Pls participate in a wild guess contest @my blog

Mas afinal o que estou eu aqui a fazer?... disse...

Gostei do post... Chamaste a atenção para estas pequenas "pérolas" da humanidade...
Bem, este infelizmente é um assunto que tem de ser tratado com pinças. Todo o cuidado é pouco na escolha daquilo que dizemos. Mas acho que ler algumas investigações etnográficas sobre grupos minoritários EM PORTUGAL ajudava muita gente a compreender o porquê de tantos actos violentos por parte desses mesmos grupos (por quem a cultura dominante neste país não tem mostrado o menor respeito tentando destruir violentamente as suas próprias culturas ou, em caso de tal estratégia não resultar, aniquilando todas as possibilidades de integração dessas pessoas na sociedade. Não é um problema de há uma semana atrás, é um problema com demasiados séculos de existência para ser verdade!)... (pergunto-me se quem diz conhecer a realidade deste país já experimentou ouvir a outra parte...) Antes de mais, compreendam-se as pessoas; depois sim, caso se justifique, teçam-se críticas aos ditos "criminosos"...
Estou contigo curse of millhaven: é a "podridão nos nossos valores"!...

rjl disse...

hi!
ainda não sei se conseguirei ir ao FIAR, mas se te vir por lá, descansa que vou "meter-me" contigo!
kisses
;)

Dr. Strangeluv disse...

Subcivilização, infelizmente.

Maria del Sol disse...

Ciganos ou não, problemáticos ou não, estamos a falar de seres humanos. Ainda por cima de crianças. Se isto não chega para tocar as pessoas comuns, começo a temer pelo futuro... :S

Cataclismo Cerebral disse...

Exacto, independentemente das origens raciais das meninas, são dois seres humanos que ali estão. A indiferença que marca todo este cenário é completamente condenável! Bom post amiga, grande post mesmo.

Bjs

Refugee disse...

Xiii odeio mesmo fascistas. Andam sempre vestido de arrogância e pepotência. E na volta são os primeiros a baixar as calças... Ainda por cima não sabem dar a cara.

Arya Bodhisattva disse...

Como é que conseguiram continuar a disfrutar de um dia de praia? Como?