sábado, abril 12, 2008

e agora algo completamente diferente

vivemos tempos em que só não alargamos os nossos horizontes musicais se formos completamente obtusos. basta esperar uns minutos pela finalização do download e temos um álbum novinho à espera de ser ouvido. é ilegal? sim. paciência. caso contrário não conheceria metade da música que conheço hoje.
por isso hoje lembrei-me, depois de ter lido há uns dias que esta miúda cabo verdiana ganhou um prestigiado prémio da bbc, que seria interessante ouvir um tipo de música que não está de todo nos meus hábitos.
tal tornou-se não interessante mas sim maravilhoso, deslumbrante. paixão imediata e ainda só vou na segunda música. acabei de recuperar uma certa doçura que me tem faltado nestes últimos dias de hormonalidades.

myspace

6 comentários:

Dr. Strangeluv disse...

Comme il s'en pleuvait...

muito boa escolha :)

André disse...

Para o comentário de cima: é "Comme s'il en pleuvait" ;)

Mayra Andrade é mesmo muito bom! E aos 22 anos já partilhou o palco com tanta gente boa! Penitencio-me quase todos os dias por ter tido preguiça de ver o concerto dela no Sudoeste o ano passado...

Arya Bodhisattva disse...

Ouve-se muito falar dela ultimamente. (Tenho de ouvir.)

E tens totalmente razão no que diz respeito aos horizontes musicais. Costumava ser intransigente; mas aprendi que apenas me posso chamar "music lover" se gostar da canção pela canção, sem deixar que ideias pré-concebidas sobre os intérpretes interfiram. (Se bem que existem limites que nunca ultrapassarei!)

=D

Bruna Pereira disse...

Pá, uma pouca vergonha!
Há que investigar os talentos lusófonos! Angola, Moçambique, Cabo Verde, Timor, São Tomé, Guiné!!!!!

Já dizia o mestre Bonga.... "Tenho uma lágrima no canto do olho".... :D

Rosa disse...

A Mayra já cá anda há uns anos, em 2006 fez uma tournée em Portugal com concertos em várias salas, FMM inclusive (em Porto Covo, ou seja, de graça). O facto de ser apadrinhada pelos melhores, uma boa voz e uma carinha laroca ajudam a chegar aos mais distraídos. Boa descoberta.

Cataclismo Cerebral disse...

Realmente ela anda a ser muito falada. E ainda bem, parece ter todos os ingredientes próprios da qualidade artística.

:)