quinta-feira, março 06, 2008

eu acho que não sou burra. não. não sou brilhante, mas também não estou nada mal.
mas é burra, muito burra, como me sinto quando estou a tentar perceber alguma coisa daquela que é pomposamente intitulada de cadeira mais difícil do curso, que se dá pelo bonito nome de direito internacional privado. e para que serve esta bonita cadeira? imaginem que um de vocês decide casar no dubai com alguém do senegal, vão viver para a papua nova guiné, e numas férias nas seychelles um de vocês dá uma facadinha no matrimónio, e querem aí pedir o divórcio. qual é a lei que se aplica agora, sabem? eu também não sei, mas tenho esperança de vir a saber. só mesmo para fazer a cadeira, porque honestamente não quero saber minimamente de conflitos transnacionais.

por isso, é assim que me sinto.

My Unkymood Punkymood (Unkymoods)

em todo o caso a minha banda sonora está muito boa. ainda que não me ajude por aí além...

7 comentários:

Arya Bodhisattva disse...

Valha-nos a música quando tudo o resto falha...


(Pssst, blogue novo aqui.)

Francisco disse...

'tava à espera da resposta ao caso no final do post. bah.

Reflex disse...

Onde é que entra Portugal no meio disso tudo?:P

Cataclismo Cerebral disse...

Conclusão: o casamento é uma merda que nos lixa a vida por completo! Lol Mas aguenta-te Rita, vais de certeza dar a volta a essa matéria :)

Bjocas

Ema disse...

pois, de leis não percebo nada. mas com o paulo furtado estás muito bem. olha, "eu casava com ele, se ele quisesse". és tãããããããoooooo sexyyyyyyyyyyyyyy, paulo furtado.

Vanessa disse...

lol! por acaso agora que falaram do ar sexy do rapaz... hummmm... :) (isto é só para ajudar a desfazer o nó que se formou automaticamente na minha cabeça depois de ler aquilo lá mais em cima! :p)

passarola disse...

GRANDE BANDA SONORA!!! E só para te fazer inveja... tenho aqui na minha sala uma máscara mascarade do primeiro concerto que vi dele, toma! :P