segunda-feira, outubro 29, 2007

ouvir música alegre quando se está triste é uma treta. de que me serve ouvir alguém cantar como a vida é bela, como o nosso amor é para toda a vida, como esta canção que escrevi para ti é perfeita, quando me apetece partir a boca ao cupido? isso sim faz-me triste. ouvir a felicidade da boca de outras pessoas. maior prova de mesquinhez do que esta? que seja uma pessoa mesquinha, quero lá saber.
por isso, não terá sido ao acaso que descobri o mestre dos desgostos, o senhor morrissey. por isso me sinto tão bem a ouvi-lo. e as suas palavras tristes não me deixam minimamente deprimida. deixam-me embalada e confortada.
esta é portanto a minha adição do momento.

enorme este homem.

18 comentários:

Reflex disse...

"If Morrissey says don't eat meat, then I'll eat meat because I hate Morrissey." (Robert Smith, outro mestre da tristeza que deverias experimentar!:P)

little_blue_sheep disse...

:*

Parrovski disse...

Não conheço muito bem este álbum. Já o vi ao vivo e foi uma desilusão. Gostava muito mais dos Smiths. Ao Morrissey vai sempre faltar a guitarra do Jonny Marr.

Maria del Sol disse...

Eu ADORO esse álbum, uma das minhas melhores compras em Itália, mas não é preciso dizer, pois não? ;)

*beirut*

Betty Coltrane disse...

É gigante!!!!!! Foi de facto um bom negócio, a maria ficou com o cd e eu com o mini-poster.... ;P

Não és mesquinha, eu tb não suporto ouvir música alegre qd estou em baixo... nessas alturas é "venha de lá o no more shall we part e quejandos".

E não podias ter escolhido melhor.... =)

kat_Jam disse...

Também não me impressionou muito ao vivo. Se lermos bem as letras do senhor não são propriamente brilhantes. Mesmo as letras dos Smiths não são geniais. Mas a música compensa ... ai se compensa :)

Francisco disse...

vi-o no concerto de paredes de coura e não foi grande desilusão, ainda tenho um bocado da camisa que ele mandou para o público (ahahahahah). Na bateria estava escrito 'hapiness'.

ah, ouve a música 'seasick, yet still docked' (só o nome...):

http://www.youtube.com/watch?v=Zv1zy-7-PgE

é uma música bem triste e para chorar. o video também é giro.

Francisco disse...

é a minha música preferida dele, acho eu. por tudo mas acho que principalmente por isto:

Wish I had the charm
to attract the one I love
But you see,
I've got no charm

JHB disse...

Mas há alguém que consiga ouvir música alegre quando está triste? Se houver isso choca-me um bocado. :)

Nada como música triste para que nos sintamos bem com a nossa tristeza.

naturalissima disse...

E que excelente escolha :)
Só tu é que melhor sabe como te "limpares", como sair dessa angustia.
Força.
Um beijo... ;)

Reflex disse...

Eu confesso que sou diferente da maioria dos anteriores comentadores: eu considero que a "minha" música é como os meus amigos, são para os bons e os mais momentos, portanto ouço praticamente o mesmo estando triste ou contente, tanto posso ouvir musica triste quando contente, como musica contente quando estou triste...
A única excepção porém, é quando estou enraivecido, aí sim, a escolha cai predominamente nas músicas mais barulhentas que conseguir arranjar!:P

Cataclismo Cerebral disse...

Quando estamos tristes só mesmo a música triste ou depressiva é que funciona; acho que a coisa não bate certa se estivermos a ouvir algo muito happy. Enfimtemos de acompanhar o nosso estado de alma. Ah, e Morrissey é sempre uma boa opção.

Bjs e força :)

passarola disse...

pois se a música é a banda sonora das nossas vidas, tem de combinar com os momentos... quando temos que estar tristes, pois que seja, mas depois não te esqueças de arrebitar, na altura certa ;) um beijo!

planeta Claudiano disse...

Concordo. Vou ali ouvir a marcha fúnebre... estou a brincar. Comigo só resulta música alegre se for a banda sonora da Mary Popins... ;)

nana disse...

"por isso, é altura agora de eu secar as minhas lágrimas e celebrar contigo."

uma pessoa mesquinha não diz estas coisas.

era só para to lembrar.

:o)


x

Vanessa disse...

Concordo piamente. Se bem que o Perry Blake tb é de cortar os pulsos... Também devias experimentar! :)

Arya Bodhisattva disse...

Está na minha lista "a ouvir com atenção" (a vida é curta para todos os artistas que queremos digerir).
Ainda só o conheço de nome. Mas com essa descrição, sobe logo uns bons lugares na lista...!
^^

Happy and Bleeding disse...

ele já esteve pior, agora parece ter regressado à 'boa forma'.
mas é incontornável tal como o Robert Smith. depois é uma questão de gregos e troianos.
mas ele tem realmente o defeito de se considerar um deus, e depois semi-ironicamente dizer coisas como "i have forgiven you jesus"
ou "america, your head is too big, but i love you"