terça-feira, agosto 14, 2007

que o curto circuito da sic radical queira dar ares a programa descontraído, em que os apresentadores são tudo malta muita maluca e espontânea e que nem é preciso curso superior para mandar uns bitaites para o ar e ainda ter piada, já nós (ou pelo menos quem vê/via) sabemos.
e é muito bom estarem a transmitir os concertos do festival de paredes de coura, a maior parte na íntegra, o único motivo que me leva a ver este programa.

mas um apresentador não se preparar minimamente ao ponto de dizer que nunca tinha ouvido nada da banda x já me parece muito pouco aceitável. porque o apresentador pode ser muita maluco e não sei quê mas podia ser pelo menos encarregue de fazer uma espécie de trabalho de preparação. se vão trabalhar na cobertura dum festival bem podiam fazer mais do que limitar-se a ler a cábulazita escrita por alguém da produção com informações da wikipédia. um cdzito comprado na fnac, não? último recurso, sacar umas musiquitas do artista, só para não ser apanhado de surpresa, não?
e depois de todo o hype à volta dos gogol bordello não saber minimamente como eles são?...enfim.

6 comentários:

planeta Claudiano disse...

Assim se ve o profissionalismo das pessoas e quem vai longe na vida...

passarola disse...

start wearing purple, wearing purple... ai, que grande noite, a de Sines... :)

Cataclismo Cerebral disse...

Sim,tendo em conta que estão a fazer a cobertura do evento deviam estar bem preparados,a vários níveis. Ou pelo menos não se deviam armar ao pingarelho, uma vez que não conhecem os artistas de lado nenhum...j

kat_Jam disse...

Oh como concordo contigo. Quem está no festival é como se vivesse num mundo à parte. Não lemos jornais, não há televisão, e não sabemos de nada do que sai cá para fora. Mas ontem vi em repetição algumas entrevistas e algumas reportagens dos meninos do curto circuito e valha-me deus ... o que é aquilo? Eu não tenho formação em televisao e fazia uma coisinha melhor. Muito triste, sem dúvida.

JHB disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
nana disse...

shocking.