segunda-feira, maio 07, 2007

Depressão e angústia

Deve ser cvomum usual, recebermos notas aquém das nossas expectativas, e devo admitir que a nossa fé em nós mesmo é muito baix. Parece quase ironia, enquanto alguns têm motivação, a pedra cai semore mais pesada para o nosso lado, mas é curioso como quando nos vão passar a folha pautada de papel timbrado para a mão, temos sempre esperança. Isto torna o facto ainda mais difícil epesado, sobretudo num isitema desajustado e injusto, mas alertaram-nos de que quando ingressássemos no curso a palavramenos usada no decurso do curso seria justiça. O que não deixa de ser estranho porque o fim primário do Direito é a Justiça.
É também triste como em nome do rigor científico e da procura de prestígio, certas instituições de ensino, especialmente as do Ensino Superior Público venham deflacionar as notas e muito, para manter uma aparência de rigor. eu nunca pensei que ter um 12 fosse uma boa nota, mas quando a escala vai de 0 a 15, assim parece que na verdade é uma dádiva de nota. Agora culpa-se com frequência o Ensino Secundário, que não nos dá preparação suficiente, mas realmente é estranho como o ensino Secundário é mau porque nos prepara mal para o ensino Superior, e não por ser mau em si, ou seja falha no resultado. Também podemos dizer que o ensino superior nos prepara mal para a vida prática, então o ensino superior é mau tendo em conta uma tão elevada percentagem de desemprego, ou uma tão má qualificação das Universidades Portuguesas no ranking mundial de Instituições de Ensino Superior, onde a melhor o Insituto superior Técnico vem no 798º lugar. Seguindo a linha do mesmo argumento, o Ensisno Superior é péssimo.
Depois vem os alunos e a sua falta de estudo. Parece que o problema é sempre dos alunos, e nunca dos docentes. M;esmo que estudemos 7/8 hrs. por dia parece que o nosso trabalho nunca é suficiente, que somos calões. A isso contraponho o facto de as generalidade das notas ser má, ou o favto de bons alunos terem notas fracas. Certamente um aluno que tem boas notas, e que é estudioso, se tirar uma nota meno boa, o problema é certamente do docente, que deu mal a sua matéria, e não soube explicar-se convenientemente. Ou em último caso formulou mal o enunciado do teste.

3 comentários:

Betty Coltrane disse...

...

Força! Já falta pouco!

Cataclismo Cerebral disse...

Se já chegaram até este ponto, não vai ser agora que a depressão ataca. A Betty é que tem razão: falta mesmo pouco.

Abraço

naturalissima disse...

Estando já a chegar ao fim, o melhor é não desistir...

Força!