domingo, março 04, 2007

a princesa, o fauno e o labirinto



ontém escolhemos ir ver o labirinto de fauno.
não foi uma escolha fácil, já que neste momento estão nos cinemas vários bons filmes, tais como o bom pastor, o diamante de sangue, ou mesmo o pecados íntimos que hesito sempre em ver à ultima da hora, ainda estou a perceber porquê. talvez não devesse ler tantas críticas de pessoas diferentes e confiar no meu instinto.
adiante.
o labirinto de fauno é um bom filme. acho que podemos mesmo dizer, tal como aparece nos posters publicitários, que é um conto de fadas para adultos. a história passa-se em espanha, no ano de 1944, onde ainda existe uma grande tensão entre os apoiantes do regime de franco e aqueles que se opoem a este. ofélia, uma menina adorável que, contra a vontade de sua mãe, adora contos de fadas vai viver para casa de padrasto, um capitão desumano, sem escrúpulos, um mauzão à antiga, com a sua mãe grávida. é lá que é visitada por uma fada que guia-a através de um labirinto contíguo à casa até à presença de um fauno que lhe revela que afinal ela é uma princesa e que a partir daquele momento tem três tarefas a cumprir para voltar para o seu reino. é então essa a trama principal do filme, o cumprimento dessas tarefas e , ao longo do qual, ela se vai encontrar com figuras mágicas, mostruosas, dignas do universo dos tool. parece que a qualquer momento vamos ouvir a schism. quem conhece o videoclip sabe do que estou a falar.
no fundo, este é um filme brilhantemente filmado, o guillermo del toro faz um bom trabalho de realização. deu para perceber por quê ganhou o óscar de melhor fotografia, está visualmente fantástico.
tem alguns momentos de um realismo um pouco incomodativo, quase gore... e consegue ter cenas bastante violentas. ou não fosse este, então, um conto de fadas para adultos.
em todo o caso, a história é interessante e muito bonita, e, tal como contos de fadas tradicionais, conseguimos retirar uma moral da história.

2 comentários:

A Terapeuta disse...

É um óptimo filme!
O Pecados Íntimos também já o visionei, mas não achei nada de especial..
No entanto, foi ontem, que tive a melhor experiência cinematográfica de toda a minha vida... The Fountain. Sem palavras...

passarola disse...

essa é outra coisa que não posso deixar de fazer.. é urgente marcar uma ida ao cinema... e esse filme parece-me definitivamente uma boa aposta ;)