sexta-feira, fevereiro 16, 2007

Quando é que tudo termina?



quando é que tudo termina
este lento desespero que fulmina
Com balas de carvão que incendeiam a mente
porque quem mente, desmente recentemente
numa espiral de indecisões e contradições
que jogam com corações e emoções

Quando é que termina este estanho desejar
estas frases intermináveis sem sentido
Quando é que o céu encontra o mar
Quando é que termina o alarido

Quando é que posso sair á rua
Sendo o céu tão negro, O mundo tão estranho
Pessoas de pálpebra cizenta, rosto castanho
Não fosse mais uma vez dizer que a culpa é tua
Por não dizer o que queria dizer
Para fazer o que tive de fazer

2 comentários:

little_blue_sheep disse...

...GOSTEI!

BEIJO

;)

passarola disse...

parabéns!! Está muito bom.. forte!!