terça-feira, janeiro 30, 2007

Fnac - um atentado à carteira




A Fnac é simplesmente um inferno para as algibeiras de quem gosta de cultura, especialmente para quem gosta de música, literatura, e vídeo, desde cinema, até às séries de televisão. Hoje foi o desespero. ao encontrar importada directamente dos E.U.A. as minhas séries de Televisão preferidas (a 1ª série da twilight zone, a 1ª série da Outer limits e as séries todas do OZ). Penso que nestas situações qualquer pessoa com os bolsos limitados morreria de desgosto quando se vê compelida a ter de sair da loja sem coisas que gostaria de comprar. De certa maneira é contra os meus princípios do consumismo, mas penso que não se trata de consumismo quando é um coisa que tem um elevado valor substancial, e cuja qualidade é pouco duvidável.
É nestas alturas que podemos amaldiçoar a Fnac. Isto não é o pior, quando à secção de DVD's e CD's aí é que se não temos cuidado as notas voam, e de que maneira. Passo pela secção de Hard Rock e vejo Led Zeppelin, Black Sabbath, Deep Purple, Rainbow, passo pela secção do Rock e vejo Pink floyd, Yes, Genesis, Cream, e grito porquê?
Eu sinceramente não gostava de ser rico, gostava apenas de ter dinheiro suficiente, para viver um pouco desafogado, para poder afundar-me de vez em quando nos prazeres pessoais e nos daqueles que mais amo. A minha cara-metade também sofre do mesmo síndroma, mas (in)felizmente tem conseguido ser mais comedida do que eu, o que tem lados bons, mas também maus, porque acabamos por não poder trazer aquilo que realmene gostamos. Ai se eu trabalhasse......
A fnac é uma excelente loja a sério. Mas não deixa de ser isso uma loj, não está lá para oferecer nada a ninguém. É nestas circunstâncias que o dinheiro fala mais alto.

9 comentários:

Parrovski disse...

Infelizmente em Portugal a cultura é considerado um bem luxuoso.

Pedro disse...

E Deus criou o Emule. (A fnac pode fazer o que quiser... não há nada que pague a quantidade de livros que comprei lá a 2 euros)

passarola disse...

junta-te ao grupo.. olha que eu sou um bocadinho mais velha..trabalho quemafarto.. e sofro do mesmo problema!! é assim, quando se escolhe trabalhar no que se gosta :S vou evitar a fnac nos próximos tempos, já me deixaste com água na boca.......

vinte e dois disse...

Gosto muito de passear pela Fnac pela grande variedade de produtos, mas não costumo comprar nada lá, a não ser que não encontre o mesmo produto na mesma loja. E isso tem uma razão: vende os mesmos produtos mais caros do que numa loja mesmo ao lado se for necessário. E tenho uma história que nunca mais irei esquecer. Há tempos fui ao Almada Forum à Fnac e comprei um cd de música para oferecer (preço verde). Por acaso, logo a seguir fui lá tb ao Jumbo (acho que é um Jumbo, mas tb não interessa para o efeito). E não é que vejo lá o mesmo cd a um preço muito inferior! A partir daí, comecei a ter muito cuidado com o que comprava na Fnac. Apesar do incidente, nada lhe tira o mérito de ser um grande centro de cultura onde uma pessoa pode passar uma tarde agradável ;)

vinte e dois disse...

Errata: ...a não ser que não encontre o mesmo produto numa outra loja.. ;)

Deepak Gopi disse...

:)all the best

Rocha de Sousa disse...

construpintar02Gosto em conhecê-lo(s). O chamamen-
to era um pouco mimado mas cheio de
razão quanto à FNAC.Pois se você tivesse «dinheiro suficiente para viver um pouco mais desafogado» era precido reduzir os CDs a metade
e fazer um pouco mais de justiça com os que resmungam por não traze-
rem o pão com que contavam, para viver com menos gastrite e mais desafogo. Olhe que não estou a brincar, embora pareça. Quando começei a vida acabara de chegar de uma guerra (ileso) e levei 12 meses para poupar mil escudos.
Os seus gostos tocaram-me e é bom
ouvir dizer-se como agrada ouvir a
lingua portuguesa. Para comunicar,
o português é excitante na sua pluralidade. Mas, como qualquer língua, precisa de melhores letris-
tas e menos ritmo binário.
Espero que volte a FNAC com mais ânimo na carteira.
Rocha de Sousa

João Berhan disse...

Olá a todos.

Agradeço que me indiquem um mail para onde possa mandar a adequada resposta ao post sobre o meu texto, "Carta à minha mãe".

Enfim, nem que seja para evitar mais insultos gratuitos a alguém que nem sequer conhecem. E pelo prazer de uma boa e inteligente discussão.

Obrigado.

Pedro disse...

Caríssimo João Rocha permita-me que discorde de si e, embora não me conheça de lado nenhum, pode dirigir à minha pessoa os insultos que mais lhe aproverem nesta situação. Os cd's e os livros estão ao preço da chuva. É possível encontrar na fnac por menos de 6 euros: Metamorfose, Livro do Desassossego, Ilíada, Odisseia, colecções do Wilde, Joyce, Irwin, Twain, Dostoewsky, Shakspeare, etc. Tchekov, Hesse, Mann, Gogol por pouco mais de 8 euros. E já temos aqui livros para duas semanas. Obrigado.

P.S - Comecem a ir aos alfarrabistas seus betinhos (cá está, tinha de vos insultar). Um euro e meio pela morte de Ivan Ilych com a oferta de um panfleto de jornal de 1955.