terça-feira, janeiro 16, 2007

desabafo

se alguma vez precisarem de um advogado perguntem: em que faculdade tirou você o curso? isto se não estiver orgulhosamente exibido na parede do cubículo onde exerce tão honrada profissão.
se a personagem responder: na melhor do país, na faculdade de direito de lisboa, sabe? aquela na cidade universitária, a clássica, onde o durão barroso ganhou fama de arruaceiro, onde se travaram as míticas lutas entre ele e o santana.
se isto acontecer temam: têm à vossa frente, decerto, um de dois tipos de pessoa. ou é um/a sacana, que tudo lhes vai fazer para sacar dinheiro, com um pouco de sorte fez o curso em 10 anos, à pala de cábulas e que andava a maior parte das vezes embriagado demais para não se aperceber dos golpes baixos que lhe eram dados enquanto estudante. ou então, é uma pessoa amargurada, que marrou durante todos os anos do curso, para acabar com uma média miserável, a ganhar pouco mais que o ordenado mínimo, mesquinha, cinzentona.
talvez tenham a sorte de encontrar uma que esteja no meio termo. eu espero acabar nesse meio termo. aliás, eu não quero ser advogada. aliás, eu não vou ser advogada. aliás, eu não sei o que estou a fazer ali.

foi só um desabafo...eu estou bem...uma pessoa habitua-se à pancada.

5 comentários:

passarola disse...

coragem curse.. como em tudo na vida.. tira da universidade o melhor que puderes, não deixes de ser quem és.. e, advogada ou não, tenho a certeza que te vais safar bem.. força aí :)

vinte e dois disse...

Queres um bom exemplo de um caso de advogado? durante o meu processo de divórcio, quando eu abri os olhos, estava o meu advogado a fazer jogadas por baixo da mesa com o advogado da minha ex. Despedi-o e troquei por um outro. E não é que o primeiro fez chantagem comigo?!! Só enviava o processo para o meu novo advogado se eu lhe pagasse a totalidade dos honorários dele como se tivesse levado o caso até ao fim (estava ainda no início). E paguei-lhe cerca de 1250 euros para não atrasar o assunto. Na altura não pensei, mas se fosse agora levava directamente com uma queixa à ordem dos advogados! ;)

Deepak Gopi disse...

:):)
good day

Pedro disse...

Deixa lá pá. Também sinto isso muitas vezes quando, sem saber porquê, me deito ao lado de alguma mulher. "Eu não sei o que estou aqui a fazer". Mas lá se vai sobrevivendo, força.

Beatriz Ramos disse...

podes sempre ser sacana sem demorar 10 anos a tirar o curso :)