quinta-feira, julho 13, 2006

last nite

o estudar até à uma da manhã na varanda.
a primeira brisa fresca do dia, já durante a noite, por volta das onze.
as vozes de quem passa, as famílias que passeiam.
as melgas a mordiscarem-me.
os insectos bizarros da noite atraídos pela luz do meu candeeiro.
a noite nublada que nem dava para ver as estrelas.
a lua que de vez em quando aparecia a saudar quem ainda estivesse acordado.
o livro de direitos reais no meu colo.
o meu cérebro a pedir urgentemente descanso.
a minha teimosia e persistência ou talvez mais a consciência a resistirem aos apelos do meu cérebro por descanso.
a sensação de missão cumprida.
a janela do quarto aberta.
o despir às escuras para as melgas não entrarem.
o dormir em roupa interior.
uma perna para cada lado.
os lençóis ao início frescos mas logo depois quentes quentes.
o mergulho num sono profundo.
o acordar às oito da manhã com o barulho de camiões e de máquinas dos homens das obras.
um acordar com uma sensação de cansaço que não tinha antes de me deitar.
um dia longo e quente de estudo pela frente.
uma tentativa de encontrar uma força interior que parece já não haver...

um post que parece uma música do abrunhosa!

4 comentários:

amazing disse...

Muito bom!
Escreveste muito bem!
Gostei bastante de ler.
Principalmente até te ires deitar.
Adorei a parte da varanda e do vento.
Mais tarde vais sentir falta disso.

betty coltrane disse...

Inspirado, amiga, é só o que te digo...
Hoje não me apetece escrever. Tu sabes porquê. Preciso de colo...
Bjs!!

8 e coisa 9 e tal disse...

o abrunhosa nao escreveu um texto tao bom como teu. boa sorte para os exames. se me permites, vou tentar fazer um exercìcio do mesmo estilo. inspiraste-me. vamos ver no que dà.

Huckleberry Finn disse...

Até que parece um dos poucos dias (raros) que fiquem em casa para estudar... os pequenos pormenores que faltam resumem-se ao sabor amargo de alcool nas entranhas e os sinos sineiros a latejar na tola... Depois disto, se passares num exame... estás preparado para qualquer adversidade na vida.