sexta-feira, julho 21, 2006

anarquia


levanto-me de manhã. estou na minha casa. nem sempre o foi, mas passou a ser quando espetei um balázio na barriga do anterior proprietário. who cares? a localização é ideal, perto do verde e da praia. um dos poucos sítios verdes, há que dizê-lo, estão a ser cada vez menos. já se sabe...o pessoal quer ir para onde é mais fresco. isto já não se está bem quase em lado nenhum...mesmo eu daqui a bocado tenho de procurar outro sítio, este está a ficar infestado de bichos, atraídos pelas minhas fezes e pelo meu lixo.
já se comia qualquer coisa...aqui ao lado há fruta e legumes, não fui eu que os plantei mas também nada me impede de os fazer meus, estão exactamente à minha altura. mesmo a pedi-las. quem também estava mesmo a pedi-las foi o gajo que morava aqui. uma pessoa a dizer educadamente que agora a casa era minha e vem-me o gajo com as tretas do antigamente. tou-me a cagar para o antigamente. não concordámos em ter uma sociedade sem regras? então? foda-se, estava farta de fazer o que me mandavam, isto agora é muito melhor. não há cá governos, esses filhos da puta que só sabem chupar o nosso dinheiro e cagar leis. a partir do momento em que se concordou em ser cada um por si não admito nenhum gajo a dizer-me que não posso ficar com a casa dele lá porque foi ele que a construiu.
ainda vai havendo uns bananas saudosistas por aí...se calhar era melhor quando tínhamos regras não?
boas tardes. sim, é minha esta casa, porquê? agora é tua? é tua mas é o caralho! quê? que é que fazes?!
...

4 comentários:

amazing disse...

Pum (som de um tiro)!
Seria assim que acabava?
Certamente eu teria que me juntar a um bando qualquer de matginais.
Espera aí, mas isto já acontece...

Bem, enfim, quanto à música, é natural que já não se goste dela pois tens vários anos, mas quando saíu era uma pedra no charco.

(K)

Parrovski disse...

Obrigado pela visita ao meu blog

betty coltrane disse...

Bem... Brutal, em todos os sentidos! Assunto pa próxima tertúlia? ;)

peterboy disse...

muito bom :)
a escrita embala e o tema faz-me rir...

clap clap